Como COBRAR pelo seu Trabalho?

Como COBRAR pelo seu Trabalho?

“Fabio, quanto que eu cobro pelos meus trabalhos? O melhor é precificar por job, mensalmente ou por contrato?” Recebo perguntas como essa com frequência, e, se você também quer saber como cobrar pelo seu trabalho e, claro, garantir um excelente lucro, confira todos os detalhes neste artigo! 

A lógica sobre como cobrar pelo seu trabalho 

A primeira coisa é saber o seu preço. Procure pesquisar a média de valor dos profissionais da sua área, jogue no Google “quanto custa profissional x”. 

Os resultados provavelmente serão relativos a colaboradores de empresas, por isso, o custo real deve ser o dobro do que aparece, por conta de impostos, benefícios, etc. Mas, de qualquer forma, já para ter noção do quanto vale o seu custo/hora

Por exemplo, imagina que você vai contratar um profissional para pintar uma parede, então, ele te passa o valor de R$ 1.000. Isso não seria o ideal. O que eu recomendo é o cara falar: “Olha, para eu pintar uma parede como essa, vou gastar quatro horas, por que preciso dar duas demãos. A minha hora é R$ 100, ou seja, o custo é de R$ 400.” 

Só que aí tem mais uma sacada… É preciso cobrar a margem de lucro. Lembre-se sempre que há os custos com impostos, encargos operacionais, etc. Por isso, em média, é interessante colocar uma margem de lucro entre 15% a 40%. 

No caso do orçamento da pintura, o ideal seria multiplicar os R$ 400 por 1,4. Então, o pintor não cobraria R$ 400 e, sim, R$ 600. A sacada é pensar no custo de trabalho e, também, no lucro em cima disso. Essa é a lógica correta de como cobrar pelo seu trabalho!

Cobrar por projeto ou mensalmente? 

Isso depende bastante do tipo de trabalho. Quando você é um freelancer, por exemplo, o melhor é cobrar por projeto, por exemplo:

  • quantidade x de conteúdos;
  • desenvolvimento de um site;
  • edição de x vídeos;
  • entre outros.

Ou seja, pense no escopo de trabalho que você entregará. 

Agora, se você é um consultor, o ideal é vender um pacote de horas. Eu sei que isso, muitas vezes, também acontece com freelas, mas não é o jeito correto. Isso porque se você fecha uma quantidade de horas fixas de trabalho, só que sem contrato, pode dar vínculo empregatício. 

Já na Mestre, a gente faz contratos com até um ano de trabalho. Essa sacada é importante para ter mais visibilidade de caixa. Se eu fechasse jobs pontuais, eu teria que matar um leão todo mês. 

Qual o prazo ideal de contrato? 

Confesso que, no início da minha agência — quando ainda era só Mestre SEO —, eu não conseguia fechar projetos com mais de seis meses. Isso porque a gente só conseguia mostrar resultado a partir do terceiro mês de trabalho. Mas, ao longo do tempo, eu consegui ter mais autoridade para definir trabalhos de 12 meses.

Se o seu caso for a criação de um site, por exemplo, estima como cobrar pelo seu trabalho, o tempo de dedicação necessária e fecha um contrato por esse período. Mas o bacana da recorrência é poder oferecer manutenção depois. É a grande sacada de ter previsibilidade de crescimento do seu negócio. Beleza?

Tudo isso vai te ajudar a como cobrar pelo seu trabalho e ter uma sustentabilidade para o sucesso. 

Espero que eu tenha te ajudado. Se ficou alguma dúvida, deixa aqui nos comentários e, também, conheça o curso Eugência10x! Ele é ideal para quem está começando a própria agência/consultoria em marketing digital. 

Um forte abraço e até mais! 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SAIBA COMO FAZER SUA AGÊNCIA DIGITAL VENDER MAIS
DIGITE SEU E-MAIL E BAIXE GRATUITAMENTE

CURSO AGÊNCIA10X:
VAGAS ABERTAS
POR TEMPO LIMITADO

Como anda a gestão e as vendas da sua agência digital? Você quer seguir do jeito atual e ficar estagnado/a ou prefere atingir um faturamento mais alto, com lucro de verdade? 

Aproveite que novas vagas foram liberadas para o Agência10x e conheça mais sobre esse curso que vai te levar a outro nível.